Young Woman Surrounded by Heart Shapes

Passeando pela revista Mente Cérebro (#AMO), li uma matéria sobre estudos para observar que áreas do cérebro são acionadas quando o indivíduo está…….. ahhhh…APAIXONADO!

A antropóloga Helen Fisher, especialista em amor e paixão, observou voluntários “devidamente apaixonados dentro de um aparelho de ressonância magnética funcional” e investigou que partes do cérebro eram ativadas.

Sobre o critério de escolha dos voluntários, que contava com a honestidade dos mesmos, acho que todo mundo já deve ter passado pelos sintomas: Pensamentos obsessivos na pessoa amada, motivação e euforia aumentadas na presença dela, necessidade diminuída de sono, angústia da separação… Diga lá quem não sentiu isso??

O fato é que comprovou-se, como propôs a antropóloga, que a paixão não deve ser considerada um sentimento ou emoção, mas “um estado particular de hipermotivação e atenção à pessoa querida. A ressonância confirmou que o cérebro apaixonado tem seu sistema de RECOMPENSA e MOTIVAÇÃO (centrado no estriado ventral) hiperativado por tudo que é direta ou vagamente relacionado ao objeto de desejo.”

No estriado ventral, no coração ou no corpo todo. A paixão pode ser um grande catalisador se você souber aproveitá-la. Desfrute do entusiasmo com o outro para apaixonar-se por si mesmo também. Fazer aquela atividade física tão adiada, começar a meditação e o Yoga, arrumar a casa, as contas, planejar viagens. Deixar esta “hipermotivação” tornar-se prosperidade na sua vida como um todo!

Se você depositar todas as fichas “motivadoras” no outro, certamente criará uma expectativa tão grande que nem um príncipe encantado a atenderá. Este é o grande equilíbrio: Saber desfrutar destas belezas emocionais humanas em nome do crescimento do TODO e da realização da Paz.

SER FELIZ AQUI E AGORA! JÁ! ;-)

  • Aumente sua concentração! Jogue com seu cérebro Você gostaria de ler um livro, mas não tem concentração nem pra chegar ao final deste post? Pois saiba que este problema não é exclusividade sua nem dos tempos modernos. Mas se é […]
  • Ubatuba – Férias no paraíso e a cura do próprio cérebro Em janeiro passado, tirei vinte dias de férias para me refugiar em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo e passar boas horas comigo mesma. Escolhi uma praia de pescadores já na divisa […]
  • A importância do autoconhecimento Sou psicóloga, psicanalista, amiga e aluna da Andrea Alves. Estou muito feliz por iniciar uma parceria, na qual vou escrever semanalmente, compartilhando idéias, reflexões, sob o viés […]
  • Por que adoecemos? Por que adoecemos? Adoecemos por vários motivos. Pode ser por doenças físicas, vírus, bactérias ou outras disfunções, mas também adoecemos por razões psicosocioculturais. É […]