gestante-3

Se as novas gerações de mulheres têm algo em comum é a vontade de priorizar a carreira. Dos 15 aos 30 anos o objetivo é estudar, trabalhar e conquistar independência financeira.
Hoje, as mulheres estão adiando a maternidade para depois dessa fase e optando por ter um ou dois filhos apenas. Mas a mãe-natureza é conservadora: quanto mais o tempo passa, fica ainda mais difícil ter um bebê.

Todos os meses, jovens saudáveis têm 20% de chance de engravidar. Depois dos 35 anos, essa taxa cai para 5%·, diz a ginecologista Silvana Chedid.

Ou seja, cada vez mais a mulher moderna se depara com a necessidade de buscar ajuda médica para ter um filho.

Na opinião da especialista, a situação é menos assustadora do que parece. “Não há dúvida de que adiar a gravidez pode dificultar a realização do sonho de ser mãe. Mas isso não significa impedir. Se, por um lado, a mulher está mais exposta ao estresse, aos efeitos nocivos da poluição, do sedentarismo e da má alimentação, por outro lado a ciência tem avançado bastante. Até as décadas de 80 e 90, era muito arriscado ter um filho aos 40 anos. Hoje, até mesmo uma sexagenária pode engravidar.

Cinco dicas para quem quer priorizar a carreira sem medo de ter de abrir mão de formar uma família mais tarde

1ª) Conheça seu próprio corpo

É importante que desde menina, a mulher saiba identificar as fases do ciclo menstrual. Não propriamente para saber quando está de TPM, mas quando está ovulando, por exemplo.

2ª) Preserve sua saúde

Pratique sexo seguro desde o início da atividade sexual e evite doenças sexualmente transmissíveis (DST), isso é um fator-chave para prolongar a fertilidade. Portanto, faça uso de preservativos sempre e não se esqueça de passar em consulta ginecológica pelo menos uma vez por ano.

3ª) Fique longe dos vícios

Diga não às drogas, mas também às bebidas alcoólicas e ao cigarro, que diminuem consideravelmente as chances de gerar um bebê, além de prejudicar a saúde.

4ª) Cuide bem da sua alimentação

Mais de 10% dos casos de infertilidade são atribuídos ao excesso ou à falta de peso. Portanto, inclua mais vegetais, legumes, cereais integrais, sementes, óleos nobres, queijos e iogurtes em sua dieta. Alimentos industrializados tornam o ph do corpo mais ácido afetando o sistema reprodutor feminino.

5ª) Não se entregue ao sedentarismo

Por menos tempo que a mulher tenha para se dedicar aos exercícios físicos, ela não deve relaxar. A caminhada de meia hora todos os dias é uma grande aliada desse processo de manutenção da saúde, equilibrando os processos metabólicos do corpo e ajudando a reduzir os hormônios do estresse, como o cortisol por exemplo.

6ª) Faça sexo com frequência

No dia a dia corrido, muitos casais que desejam engravidar ficam focados no dia da ovulação e acabam se esquecendo de que a vida sexual tem que ser contínua e prazerosa sempre. Aumenta-se assim o prazer e o vínculo entre o casal e diminui a pressão que pode ser um agente de estresse contra a relação e a gravidez.

Fonte: Dra. Silvana Chedid, Ginecologista formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP); Especialista em Reprodução Humana pelo Center for Reproductive Medicine da Universidade de Bruxelas (Bélgica) Portal Vya Estelar da Uol.

  • Drenagem linfática para gestantes Saiba porque a drenagem linfática é tão importante para as gestantes. A gestação é um momento maravilhoso mas traz muitas mudanças ao corpo da mulher. Inchaço, dores nas costas, […]
  • Estresse pode dificultar a gravidez Níveis mais altos de tensão reduzem em até 29% probabilidade da mulher ter filhos Pois é minhas amigas, Cada vez mais a ciência vem comprovando o que eu já digo há muitos anos e […]
  • Dúvidas sobre gestação e yoga Todos os dias chegam para mim, dos meus alunos ou de leitores do blog, emails e mensagens com dúvidas de saúde, pedidos de dicas sobre bem estar e especialmente sobre yoga. Hoje vou […]
  • Yoga reduz sintomas de estresse na gravidez Uma em cada 05 mulheres grávidas apresentam algum sintoma de depressão. A fase de gestação, que deveria ser um momento de inspiração, pode se tornar um pesadelo para a mulher. Para […]