minhocario 2

Para quem tem o costume de utilizar a adubação orgânica para nutrição das plantas, daremos outra dica, o minhocário caseiro. Com o minhocário temos a produção de húmus, um adubo orgânico proveniente das fezes das minhocas.

Mas como isso acontece?

As minhocas se alimentam dos materiais orgânicos que estão disponíveis no solo. O papel da minhoca é de digerir o material transformando-o em pequenas partículas orgânicas. Em pequenas partes, o adubo é mais fácil de ser incorporado ao solo como também de ser utilizado pelos microrganismos, que por sua vez desenvolvem a mesma função, transformam as partículas orgânicas provenientes das minhocas em partículas menores ainda.

As minhocas devolvem ao solo, através das fezes, o chamado húmus. Dessa forma, há grande variedade de nutrientes disponíveis no solo. Quanto menor a partícula orgânica mais fácil das raízes das plantas absorverem os minerais.

As minhocas são importantes apenas para produção de adubo orgânico?

Não. Os anelídeos, como também os outros animais que vivem no solo, ajudam na aeração do mesmo.
Em um solo compactado e seco é muito difícil vermos a presença de formigas, caracóis, tatu-de-jardim e outros, porque além desse solo estar pobre em nutrientes os animais não conseguiriam se locomover nele. Já num solo saudável temos a presença desses seres vivos, que auxiliam na decomposição dos resíduos vegetais e constroem túneis ao se locomoverem. Esses túneis facilitam a passagem de ar e água, e tornam o solo mais poroso. Essa porosidade é muito importante para o crescimento das plantas, pois auxilia na expansão das raízes e na absorção dos minerais. As galerias de passagem de ar e água são formadas a 30 cm do solo.

Nessa primeira camada os seres vivos se escondem de predadores como aves e se protegem do sol para não se desidratarem, especialmente as minhocas.

minhocario 4

Um solo saudável possui terra fofa, solta, porosa, com presença de seres vivos e ph próximo do neutro. Essas características são importantíssimas para manter o ph do solo na faixa de 6 a 7. Essa faixa do potencial hidrogeniônico próximo do neutro nos indica que o solo possui uma grande eficiência no aproveitamento de fertilizantes.

Agora você sabe que aquele ditado que ouvimos de nossos avós: “terra que tem minhoca é boa para plantio” é verdadeiro.

O minhocário que apresentaremos é muito simples de confeccionar. Para tanto, indicaremos os materiais e explicaremos as funções de cada um. Sabendo disso, você poderá reutilizar qualquer material que tenha em casa.

O que utilizaremos para o minhocário é:

– garrafa pet sem gargalo ou um vidro de conserva grande e de boca larga
– um pouco de terra: pode ser a terra do seu jardim ou as comercializadas como a terra vermelha ou vegetal
– um pouco de esterco bovino curtido
– um pouco de areia
– um pouco de restos vegetais: vamos precisar dos restos vegetais bem picadinhos. Em um dia de coleta temos a quantidade suficiente. Não podemos usar vegetais cozidos, temperados nem carnes. Vamos dar preferência às hortaliças e cascas de frutas, e evitar as sementes. Podemos armazenar os resíduos até o momento da montagem em um saco plástico na geladeira.
– um pouco de folhas secas amassadas
– duas folhas de jornal
– 30 cm de tule e um elastico
– de 5 a 6 minhocas califórnia

Podemos misturar o esterco com restos vegetais ou utilizar somente o esterco ou somente os restos vegetais nesse minhocário caseiro.

Vamos começar a montagem:

Corte o gargalo da garrafa pet e utilize-a como pá para introduzir os demais componentes. Dentro da garrafa distribuiremos os compostos em camadas: inicie com uma camada de dois dedos de terra, em seguida dois dedos de areia, um dedo de restos vegetais ou esterco ou ambos, e assim sucessivamente até completar a garrafa. Antes de finalizar as camadas, deixe dois dedos livres para colocar as folhas secas amassadas. Finalizando as camadas, introduza as minhocas e espere até que todas desçam pelo sistema. Em seguida, insira as folhas secas amassadas e envolva a garrafa por fora com o jornal, para escurecer o sistema.

Lembre-se que as minhocas sobrevivem no escuro. As folhas são opcional. Depois, cubra a boca da garrafa com tule e passe um elástico em volta para segura-lo. Para facilitar, o ideal é inserir a terra já úmida, pois a garrafa é cilíndrica e alta para regar todas as camadas. As camadas úmidas são o esterco e restos vegetais e as camadas secas são de terra. A areia, com sua granulometria, facilitará a passagem de ar, água e das minhocas, pois elas caminharão por toda o sistema e se alimentarão das partes úmidas até a transformação dos compostos em húmus. O tule bloqueará a saída das minhocas e permitirá a entrada de ar. O elástico prenderá o tule. O jornal escurecerá o sistema, assim as minhocas não se sentem espionadas por nós e ficam a vontades, rs.

E as minhocas, onde compramos?

As minhocas podem ser adquiridas em comércios de pescas. Geralmente é comercializado um potinho com aproximadamente 30 minhocas. As minhocas que não utilizar introduza no seu jardim.

O minhocário tem de ser colocado num ambiente chamado meia sombra, o mesmo local onde você deixa as orquídeas, bromélias e violetas. Tenha cuidado com vento e chuva, caso aconteça recolha o minhocário. A cada dois dias abra-o e verifique se há umidade, caso não haja leve o sistema até uma torneira e através de um fiozinho de água umedeça o sistema.

Caso esteja úmido, teremos de revolver cuidadosamente o sistema e introduzir terra. O húmus poderá ser utilizado após 30 ou 45 dias. Nesse período você sentirá um cheiro de chuva, esse é o sinal que o húmus está pronto. Não fique surpreso se durante esse tempo as minhocas se acasalarem. Você verificará que haverá mais minhocas do que tinha no início.

Mas as minhocas se acasalam?

Sim, a minhoca é um anelídeo hermafrodita, ou seja, ela possui ao mesmo tempo sistemas reprodutores masculino e feminino. Assim as minhocas podem produzir tanto espermatozóides quanto óvulos. Porém, por ela não conseguir se autofecundar ela precisa de uma minhoca “parceiro”.

Durante o acasalamento, os órgãos femininos encostam nos masculinos, e assim ambas minhocas ficam fecundadas. Cerca de 20 dias os ovos eclodem, podendo, cada minhoca, produzir por volta de 10 “minhoquinhas”. Os cientistas estimam que uma minhoca é capaz de gerar aproximadamente 500 minhoquinhas por ano. Mas não fique preocupado, nosso sistema é pequeno.

Qual a quantidade de húmus de posso utilizar nos vasos ou jardim?

Segundo a minhocultura Maria Isabel Levit a recomendação para vasos e jardins, no plantio ou para manutenção é a seguinte:

minhocario

O minhocário caseiro é uma oportunidade de você manter o solo de seu jardim ou a terra de seus vasos sempre adubados. Além disso, reutilizamos materiais que temos em casa.

Caso você tenha filhos, monte o minhocário com eles e incentive a preservação do nosso meio ambiente.

Comece com um sistema pequeno, depois avance para maiores. Com o tempo, seu solo estará rico em nutrientes e contará com a presença da biodiversidade de seres vivos e microrganismos.

Bel Galbiatti

O vídeo a seguir é uma sugestão do nosso querido leitor Palerto! Espero que ajude a elucidar! Namaste

  • Conheça os principais nutrientes para as plantas Assim como os seres humanos, as plantas também precisam de nutrientes que auxiliem no enraizamento, crescimento e geração de flores e frutos. Você já deve ter ouvido falar em NPK. […]
  • 07 dicas para vigiar a boca Well amiguinhos, Posso apostar que alguns de vocês pensaram que, tratando-se de um início de ano, este seria um post para "vigiar a boca" das fofocas e maledicências, como meta para […]
  • A “praga” no seu jardim Muitas vezes encontramos em nosso jardim e horta a presença de insetos que comem as folhas, flores e frutos, que fazem ninhos ou sugam a seiva da planta. Porém, quando pensamos em um […]
  • Plantas repelentes de insetos A época das chuvas está chegando e com ela a proliferação de insetos que podem incomodar bastante e até transmitir doenças. Algumas plantas são capazes de repelir insetos de um […]