maxixe-1

O maxixe é um legume nada familiar para a maiorias das pessoas no sul e sudeste do Brasil, mas bem popular no norte e nordeste.

A hortaliça africana que teria sido trazida ao Brasil pelos escravos, além de ser uma fonte rica de minerais, tem poucas calorias e rende sucos, saladas e pratos deliciosos de farofas a refogados.

O maxixe contém zinco, cálcio, ferro, fósforo, magnésio e sódio, além de vitaminas C e e do complexo B e betacaroteno. Ou seja, é uma fonte super rica em nutrientes extremamente importantes ao bom funcionamento do organismo.

Em função do zinco, o qual é quase totalmente perdido no cozimento, a melhor forma de consumir o maxixe para aproveitar os seus benefícios à saúde é cru. Basta descascar, cortar em rodelas e jogar numa saladinha de tomate, cenoura e alface. O sabor é muito próximo ao do pepino, talvez um pouco mais marcante, amargo.

Em função dos seus minerais e vitaminas, o maxixe ajuda no fortalecimento do sistema imunológico, no combate e prevenção de problemas de próstata, no controle do mau colesterol e na eliminação de manchas brancas nas unhas.

Além da salada, outra boa opção para consumi-lo cru é no suco verde, misturado com água de coco, maçã, couve, cenoura e outros vegetais que você goste no suco.

Veja aqui receita de suco verde

maxixe-2

O “pepino de cabelos espetados” acabou fazendo sucesso lá em casa na versão refogado, e resolvi dividir aqui com vocês mais essa experiência de boa alimentação e saúde.

Achei um video rápido (meio tosquinho mas muito útil) que mostra como é simples preparar o maxixe refogado. O importante é raspar da casca os espinhos antes de usa-lo, pois eles dão uma textura esquisita na hora de comer (já fiz assim). Aqui no vídeo a senhora usa extrato de tomate – que não gosto nem recomendo – mas você pode colocar tomate picadinho que fica uma delícia. Eu também coloquei um talo de alho poró, ficou muito bom!

Mas se você prefere a receita, essa aqui do site Cantinho Vegetariano é bem bacana. Bom apetite!!

Ingredientes

2 colheres (sopa) de óleo ou azeite
1 kg de maxixe liso (cerca de 11 unidades) fatiado
1/2 cebola roxa picadinha
2 dentes de alho picados finamente
1 tomate maduro
1 colher (chá) de colorau (urucum)
1 pedaço de pimentão vermelho picado fininho (cerca de 3 colheres de sopa)
1 pimenta dedo-de-moça sem sementes, picada
2 colheres (sopa) de coentro picado
1 colher (chá) de sal
1/2 xícara de água

Preparo

Numa frigideira, aqueça o óleo ou azeite, junte a cebola e o alho e refogue até começar a dourar. À parte, numa panela de pressão pequena (também pode ser numa panela comum), ajeite todos os outros ingredientes, despeje o refogado por cima, cubra com a água e tampe a panela. Conte 5 minutos depois que a válvula começou a chiar, desligue o fogo, passe a panela pela torneira para acabar logo a pressão e abra a panela. Se fizer em panela comum, monitore a água, adicionando aos poucos, e cozinhe por tempo maior, até o maxixe ficar macio. Prove o sal e corrija, se necessário.

Rendimento: 4 porções

refogado-de-maxixe

  • Coxinha vegana Olha só que legal essa receita de coxinha vegana. Tirei do livro Bela Cozinha, da Bela Gil, que ganhei de natal da Deinha (na foto no fim do post). Algumas receitas testei e não deram […]
  • Carpaccio exótico de abobrinha Hoje vamos fazer um remake da receita de Carpaccio de abobrinha. Vocês devem lembrar de uma versão menos colorida que fizemos aqui no blog. Esta versão nova tem mais cara de festa, mas […]
  • Risoto de quinoa com brócolis e castanhas Fim de semana passado testamos a receita do risoto de quinoa com brócolis e castanha do Pará que fez sucesso lá em casa. Ela é bem simples e atende também aos nossos amigos veganos, […]
  • Abóbora kabocha recheada com quinua Passeando por blogs gringos que adoro para me inspirar em novas receitas, encontrei no site Goop, da atriz Gwyneth Paltrow, uma receita de abóbora kabocha recheada com quinua que fez […]