perder barriga

Para começar bem a semana, vamos conhecer alguns alimentos “chaves” para perder barriga!

A perda de gordura abdominal pode ser fácil para alguns, mas muito difícil para outros. Isso se deve a rotina de vida da pessoa, capacidade metabólica e certos alimentos, que aumentam a inflamação e retenção de água na região. Muitas pessoas pensam que para perder gordura é necessário parar de ingerir gordura, certo? Errado, amigos! Alguns tipos de gordura limpam o sangue e possuem certa afinidade com a região abdominal acelerando o metabolismo, a quebra da gordura para gerar energia.

Antes de listar esses alimentos, quero deixar bem clara a minha visão. Meus clientes me pedem dietas milagrosas para perder barriga ou gordura localizada, porém existem quatro pontos que precisam ser respeitados para atingir esses resultados:

1. Pratique atividade física: Nesses casos a combinação entre atividades aeróbicas e anaeróbicas é excelente. Faça de preferência todos os dias, no mínimo 40 minutos.

2. Controle a dieta: Não adianta, ingerir alimentos chave anti-inflamatórios e em seguida ingerir alimentos inflamatórios. Reduza drasticamente leite e derivados, carnes pesadas e embutidos, açúcares, farinhas, bebidas alcoólicas, frituras e refinados.

3. Beba muita água: A água irá limpar o organismo das impurezas retidas com determinados alimentos. Para quem está em fase de desintoxicação ou redução de medidas, beba cerca de 3 litros por dia.

4. Faça drenagem linfática manual: A drenagem auxiliará a expulsão das toxinas e do excesso de água no corpo. Receber uma vez por semana irá ajudar a circulação e você verá o resultado nas coxas a barriga.

Uma super nutricionista, minha amiga Barbara Sanches, já havia me dito sobre pesquisas da nutracêutica que envolvem esses alimentos e suas relações com perda de barriga, ou gordura abdominal. Fiquei curiosa e fui pesquisar. São eles:

Nozes: As nozes são ricas em polifenóis, ácidos graxos insaturados e vitaminas e minerais. Esses compostos estão associados ao aumento do hormônio Serotonina (responsável por transmitir sinais nervosos) e uma mudança significativa nos padrões metabólicos do indivíduo, mostrou a pesquisa da Universidade de Barcelona. Ingerir um pequeno punhado por dia ajudou pacientes a reduzir sintomas de síndrome metabólica, ou seja, aumentarem o colesterol bom HDL, melhorarem o desempenho cardiovascular, melhorar humor, reduzir medidas abdominais e perder peso.

Abacate: Novamente encontramos um outro redutor da síndrome metabólica. O abacate é rico em ácido oleico, gordura que auxilia na redução do colesterol LDL e reduz riscos de doenças cardíacas. Pesquisadores dos Estados Unidos, descobriram também seu ótimo empenho na redução de gordura abdominal. A recomendação é a ingestão de 3 colheres de sopa rasas de abacate 1 hora antes de dormir. Pode-se ingerir ao longo do dia também.

Chá verde: Chá verde já é uma famosa bebida conhecida por reduzir gordura abdominal. Isso se deve aos flavonoides, presentes nas folhas. Um desses flavonoides chamado EGCG, estimula enzimas que controlam o metabolismo do corpo, promovendo a quebra da gordura. Isso promove perda de peso e auxilia o sistema cardiovascular, diminuindo riscos, assim como o diabetes. Além disso o chá verde também é rico em cafeína, aumentando o poder termogênico da folha.

Sagradas dicas para secar e ter aquela sonhada barriguinha!