urss_vs_usa

O que será que a corrida espacial da Guerra Fria ou até mesmo a Corrida Armamentista da Guerra Mundial tem a ver com a ciência do esporte? A resposta é: Tem tudo a ver, da tecnologia desenvolvida ao dinheiro investido passando pelo domínio de uma nação sobre as outras.

Na primeira metade do século XX países gastaram rios de dinheiro investindo e armamento pesado que pudesse matar e destruir países com melhor eficiência possível. Investiu-se muito em tecnologia de produção e no desenvolvimento de material bélico para que cada região do mundo pudesse se mostrar mais poderosa.

Na segunda metade daquele século tivemos também a Guerra Fria e a Corrida Espacial para ver qual dos pontos no mundo bipolarizado chegaria à Lua, Estados Unidos ou União Soviética. Mais dinheiro ainda foi investido para se desenvolver tecnologia para que o homem conquistasse o espaço.

Poster Celebrating Sputnik

Voltemos novamente ao início do século XX, às Olimpíadas do Mundo Moderno onde países competem em paz através do esporte. Durante anos a fio atletas de alta performance de uma nação são levados ao seu limite físico e mental para que no dia da competição possam ser recompensados pela representação de seu país e a conquista da medalha de ouro. Cientistas, pesquisadores, treinadores e uma coleção de profissionais são muito bem pagos para conduzir estes atletas para darem o melhor de si, estudando diversas disciplinas da nutrição, da fisiologia, da biomecânica e de várias outras coisas que sequer imaginamos para poder trazer estes guerreiros ao pódio.

Tá, mas o que uma coisa tem as olimpíadas tem a ver com guerra e o que eu tenho a ver com isso?

Vamos lá! No auge do Império de Hitler, quem levou a maior quantidade de medalhas mas Olimpídas de Berlim? Alemanha. Durante a Guerra Fria, vou deixar você adivinhar… Estados Unidos? União Soviética? E atualmente, quem tem o maior número de medalhas?

Os esportes e o armamentismo sempre foram indicadores de desenvolvimento de um país desde o início do mundo moderno e infelizmente, para o lado das guerras, foram elas que nos fizeram avanças tanto em tecnologia. Graças à corrida espacial que temos micro aparelhos que gastam pouca energia e fazem dezenas de coisas, temos aparelhos de ressonância magnética e varios outros avanços da medicina.

O trabalho duro dos atletas de nossos países faz com que hoje tenhamos formas de dar treinos mais seguros e mais eficientes aos nossos alunos, pois tudo que se conhece da ciência do esporte nasceu primeiro da alta performance e tempos depois se torna referência para nós meros mortais. Dos aparelhos de musculação, aos suplementos e até aquele relógio com GPS da corrida, tudo passou pelos olhos da conquista da soberania nacional.

Avançamos muito em termos tecnológicos e na promoção de saúde e qualidade de vida do ser humano graças ao sacrifício de civis na guerra e atletas em competição, porém levando em conta todos os fatores positivos e negativos de nossa história e suas ligações, ficam dúvidas: Será que todas estas rivalidades (pacíficas ou não) do ser humano valeram a pena? Em um mundo de paz teríamos avanços ou viveríamos em uma sociedade científica estagnada?