boyan

Um pequeno prodígio holandês, hoje estudante de engenharia e ganhador de seu primeiro prêmio aos 14 anos (onde entrou para o livro dos recordes), desenvolveu um projeto de máquina capaz de retirar mais de 7 milhões de toneladas de plástico dos oceanos.

Clique aqui para relembrar o post do absurdo de lixo no mar.

Boyan Slat, nascido em Delft em 1994, criou o Ocean Cleanup Array, uma estrutura que se comporta como um gigantesco filtro. Ela seria posicionada em pontos estratégicos dos oceanos, onde há maior concentração de lixo, e seria capaz de recolher todo o material flutuante. Na sequencia, uma equipe recolheria o OCA para separar a vida marinha do plástico, que ficaria segura uma vez que o lixo recolhido ainda fica em contato com a água. O plástico “limpo” restante seria encaminhado a reciclagem.

De acordo com Boyan, seu invento seria capaz de limpar os oceanos em um período de 5 anos, tornando os mares completamente livres dos plásticos flutuantes e eliminando a ilha de lixo presente no Oceano Pacífico.

No vídeo abaixo, do TED, o jovem estudante explica como funciona o seu invento. (necessário ativar a legenda em português):

Um exemplo do que a criatividade e o compromisso com a sustentabilidade podem fazer pelo nosso planeta nos próximos anos. #MUITOBOM

Na semana passada mostramos a jovem brasileira que inventou um sistema de remoção de tóxicos da água a partir de cascas de banana. Clique para conferir. Pelo visto esta moçada está vindo com tudo, não? ;-)

Este post foi inspirado em um post do site Razões Para Acreditar, que eu adoro!