Esta semana, chega ao Brasil um dos maiores mestres indianos e personalidade mundialmente conhecida por seu trabalho em qualidade de vida e caminhos da paz: Sri Sri Ravi Shankar.
Além dos portões de seu ashram em Bangalore, na Índia, sua técnica e seus ensinamentos voaram o mundo através de sua fundação Arte de Viver, atuando há mais de trinta anos em cerca de 160 países.

Muitas pessoas me perguntam como devem fazer para meditar. Por ser tão simples, pode parecer muito difícil ao corpo e a mente quando se inicia. Mas o que mais me chama a atenção na prática de Sri Sri Ravi Shankar, a sudarshan krya, é que ela é baseada fundamentalmente em técnicas de respiração. Por experiência digo que isso facilita muito o caminho do aluno iniciante.

Segundo ele, “a ligação entre mente e corpo é a respiração e cada ritmo respiratório está associado a um estado da mente ou da emoção.”

Além do altíssimo grau de consciência e pacificação da mente alcançados com a prática, a respiração ritmada ajuda a eliminar toxinas, que causam oxidação das células, envelhecimento precoce até a morte celular.

Seus programas são implantados em populações que vivenciam situações de traumas como guerras, atentados terroristas ( Nova Iorque após 11 de setembro) ou catástrofes naturais. Muitos deles estão nas periferias mais violentas das metrópoles, como é o caso de Brasilândia em São Paulo.

Uma proposta grandiosa e de muita eficiência, por onde você também pode começar.
Amanhã ele já estará em SP, para três dias de palestras pagas e uma super meditação gratuita no Parque do Ibirapuera (Das 11 as 14hs ao lado do Auditório). Dias 02 e 03 de setembro no RJ.
Para maiores infos sobre o caledário acesse ao site da Fundação Arte de Viver clicando aqui.

OBS: Não confunda Sri Sri Ravi Shankar com o músico Ravi Shankar, que é pai da cantora Norah Jones e da sitarista Anoushka Shankar. São Ravis diferentes!!! ;-)