7

Quando eu estava na escola, trocava carta com meus amigos e o correio era sempre uma via de boas trocas, carinho e esperança. As longas cartas escritas a mão, os postais de viagem, de Natal… Hoje tenho a impressão que o correio entrega apenas os montes de contas e nosso melhor “frio na barriga” sobre alguma entrega está relacionado a qualquer compra feita pela internet. Mas o que você sentiria se recebesse uma casa pelo correio?

Pensando em atender aos casos de emergências habitacionais provenientes de catástrofes, arquitetos de Palo Alto, na California, criaram a House Arc, uma residência modular e sustentável própria para ser instalada com rapidez em países de clima quente.

3

O projeto é muito simples de ser montado e o cliente recebe pelo correio uma caixa com as peças desmontadas e as instruções de montagem. O design é focado na sustentabilidade, incluindo luz natural através de janelas amplas. O teto, feito de um material que funciona como filtro, diminui o calor no interior da casa. A estrutura elevada permite que o ar flua livremente por debaixo, controlando também a temperatura e diminuindo o impacto no solo. Há um sistema de captação de água da chuva e painéis solares que fornecem água e energia.

Como em um só módulo não cabe uma família com mais de dois filhos, eles foram desenhados para serem encaixados com facilidade uns aos outros para criar um conjunto maior.

A primeira casa foi instalada no Havaí, onde existe agora um condomínio todo feito de House Arcs que funciona como pousada.

Adoro estes projetos sustentáveis modulares. Talvez neles encontremos, ao menos em parte, a solução para o déficit habitacional que temos na Terra. E se para nós já seria uma alegria receber a casa pelo correio, imagine para quem perdeu a sua em uma catástrofe.