IMG_3687

Quem me conhece sabe que, não só a base do meu trabalho com meus clientes como em meu próprio estilo de vida, a palavra de ordem é simplificar a vida. Esta é minha busca constante, mesmo quando não chego a um (simples) resultado final.

“Quero comprar uma calça jeans, um carro, um apartamento … Mas preciso? Tenho espaço para guardar? Vou me endividar e morrer de medo de não ter dinheiro para pagar pelos próximos 20 anos?” São os questionamentos (complicados) que antecedem qualquer escolha simplificada. Que paradoxo, não?

Na verdade é simples! Rs… como sempre digo, a maior parte dos nossos turbilhões, aflições, desconfortos hoje, são fruto de nossas próprias escolhas ontem. Escolhemos comprar muita coisa e não temos onde guardar. Escolhemos morar numa casa grande e temos que ter muitos empregados para administrar. Nossos vrittis (turbilhões) estão sempre enraizados a nossa complicada relação com o TER. Afinal de contas, em nossos glamurosos sonhos hollywoodianos não previmos que a empregada faltaria, quebraria uma coisinha aqui outra lá, nem nos processaria reivindicando horas trabalhadas. As vezes acontece, não é?

Gosto de roupas, gosto de arte, gosto de livros… mas não preciso de uma casa maior para guardá-los, até porque não os compro a medida que meus primeiros impulsos consumidores aparecem. Sim, eles sempre aparecem! Lá em casa, quando uma peça qualquer entra, outra sai. Quem sabe duas…

Foi pensando em simplificar a vida e sua relação com o TER, que o americano Graham Hill decidiu cortar excessos e manter o apenas o essencial. Digitalizou fotos, arquivos e cds reduzindo gavetas a um pequeno HD, vendeu ou doou pilhas de coisas. Conseguiu com a ajuda de arquitetos projetar, em seu novo apartamento de 39m2, um lounge para 08 pessoas, uma área de jantar de 12 lugares, quarto de hóspedes e até local para guardar seus equipamentos de kitesurf. Uau!! Olha como o AP ficou interessante:

Ele acredita que menos coisas nos trazem mais tempo, mais tranquilidade e, claro, mais dinheiro.

Clique aqui para conhecer a implantação desta ideia no Brasil

Alêm deste projeto chamado Life Edited (Vida Editada), Graham é o criador do site TreeHugger, focado em sustentabilidade , onde propaga seu modo de vida e defende que podemos nos desfazer do que não usamos de forma a desenvolver uma consciência mais ampla sobre nosso lugar no mundo. No site você também vai encontrar tendências, pesquisas e dicas sobre este tema. O mais interessante é que no projeto ele não defende a mudança para um apartamento de 40m2, mas sim a reflexão sobre a necessidade de ocupar tanto espaço em volta de si mesmo. Assim, abrimos espaço para focar no que é realmente importante para nossa felicidade. #ADOREI

Além daquele bolinho de fubá, de andar descalço, curtir momentos espontâneos com os amigos, a família e o companheiro, o que mais você faz que te remete a essência da vida sem precisar de “coisas”? Já fez um resumão do que você realmente precisa para ser feliz? Conte pra gente… ;-)

Na foto, estou em Santo Antonio do Pinhal comendo um bolinho de banana feito na hora. Clique aqui e descubra no meu Diário “A” muitas dicas bacanas para curtir em Santo Antonio do Pinhal.