mau-halito

Poucas coisas são mais desagradáveis que notar alguém com mau hálito, o que causa um afastamento automático e vários problemas sociais para a vida dos portadores do distúrbio.

A halitose, nome científico do mau hálito, pode estar ligada à saúde bucal ou ainda a problemas no estômago e no esôfago.

A maioria dos casos é consequência da gengivite e da periodontite, causadas pela má escovação e pela consequente formação de tártaro.

Tabagismo e maus hábitos alimentares também podem desencadear a halitose. Ao notar ou ser informado do problema, a pessoa deve consultar um dentista e em alguns casos, um gastroenterologista.

Mas existem tratamentos alternativos que ajudam bastante, embora não dispensem a consulta aos profissionais já citados.

Homeopatia

O tratamento homeopático, que favorece a autocura do organismo em desequilíbrio, combate o problema corrigindo distúrbios otorrinolaringológicos e gástricos. Seu remédios não apresentam normalmente efeito colaterais e são mais baratos.

É preciso procurar um médico homeopata, pois cada tratamento é único ao paciente é direcionado a especialidade médica.

Fitoterapia

Os óleos essenciais de algumas plantas têm atividades contra bactérias, causadoras do mau hálito.

O mentol (retirado da hortelã – Mentha piperita) e o timol (do tomilho – Thymus vulgaris) são usadas em enxaguatórios bucais, podendo ser usadas em forma de chá, acompanhado de bochecho.

Plantas como a sálvia (Salvia officialis) e a mirra (Commiphora myrrha) protegem a gengiva.

Para a halitose secundária, vinda de problemas digestivos, pode-de usar o gengibre (Zingiber officinale) que melhora a eficiência da pepsina e acelera o esvaziamento do estômago, ajudando a reduzir halitose. Fonte: Alex Botsaris, médico especialista em fitoterapia.

Acupuntura

Atua mais nos casos onde não há problemas bucais, equilibrando o aparelho digestivo e cuidando especialmente de sua limpeza. As causas do mau hálito podem ser principalmente por conta dos alimentos gordurosos, laticínios ou excesso de álcool que impedem a digestão completa. A medicina chinesa também atua junto a dieta do paciente.

Não tenha vergonha de procurar especialistas que possam te ajudar a resolver esse problema. Saúde sempre em primeiro lugar. ;-)