soup

Um relatório recente do britânico Instituto de Engenheiros Mecânicos estimou que até 50% dos hortifrútis são jogados fora todos os anos. São até 2 bilhões de toneladas de alimentos que nunca chegam a ser consumidos.

Para combater esse desperdício colossal, o Disco Soupe, criado há pouco mais de um ano, inspirou-se num evento alemão promovido uma vez por ano em Berlim. Mas o grupo parisiense multiplicou os eventos em escala menor, primeiro na capital e seus arredores e depois em todo o país.

O Disco Soupe reúne periodicamente os voluntários a recolher, higienizar, cortar e preparar pratos elaborados com vegetais em perfeito estado que seriam jogados no lixo. O resultado é uma refeição com toque francês, distribuída gratuitamente a todos que comparecerem no evento, que contou com mais de 70 voluntários na última edição que aconteceu em uma feira livre no subúrbio leste de Paris.

#GENIAL

Os comerciantes doam os hortifrútis que consideram “invendáveis”, por não serem suficientemente perfeitos, estarem próximos da data de vencimento ou serem excedentes que não foram vendidos. Em cada evento, de 80 a 200 quilos de alimentos são salvos do lixo e viram deliciosas guacamoles, saladas, sopas e até sobremesas a base de frutas. Muitos dos participantes passam horas fatiando os legumes, tudo ao ritmo de uma banda de metais com 15 instrumentistas, num clima festivo de colaboração. Laura Thierry, 28, uma das voluntárias do Disco Soupe, descreve os eventos comunitários como “festas de aproveitamento do desperdício alimentar”.

Em 2012, ano em que o Disco Soupe começou, o grupo organizou cerca de 12 eventos na área de Paris em apenas nove meses. Sua meta para 2013 era chegar a 13 cidades. Em junho, mais ou menos 40 eventos do Disco Soupe já tinham sido promovidos em quase 20 cidades, com a ajuda de 200 voluntários.

Fonte: Folha